CUIABÁ

TECNOLOGIA

Instagram: bug impede acesso à conta e pede para confirmar identidade

Publicados

TECNOLOGIA


source
Instagram: bug impede acesso à conta ao pedir para confirmar identidade
Bruno Gall De Blasi

Instagram: bug impede acesso à conta ao pedir para confirmar identidade

Uma falha no  Instagram  está dificultando o acesso a contas da rede social. Ao fazer o login, algumas pessoas são impedidas de navegar pela plataforma ao se deparar com a tela “Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua”. O problema afeta usuários brasileiros e de outros países, e já havia aparecido em um bug de dois anos atrás.

O incidente nos leva de volta a 2019, quando a mesma falha aconteceu. Há dois anos, usuários da rede social tiveram o acesso à conta impedido ao receber o aviso “ajude-nos a confirmar que esta conta é sua”. Na época, o Instagram reconheceu o problema e disse que estava trabalhando para resolvê-lo. Mas, aparentemente, o bug voltou.

Dois casos foram relatados ao  Tecnoblog . No domingo (9), um leitor disse que o problema estava acontecendo novamente e que não havia nenhum canal de contato com a rede social . Recebemos outro e-mail na segunda-feira (10) informando a dificuldade: “é exatamente o mesmo bug que aconteceu na época”. 

A mensagem de erro aparece ao fazer o login. Após inserir as credenciais, o usuário é levado à tela “Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua” com a informação de que “para proteger a conta, você precisa pedir ajuda para entrar”. Mas, mesmo depois de apertar no botão “Obter ajuda para entrar” , o usuário não consegue reaver o acesso.

“Já troquei a senha mais de dez vezes, já tentei acessar utilizando a conta do Facebook, recebendo código via SMS e nada, sempre acabo nesta tela anexada”, disse um dos leitores na segunda-feira (10). “Já tentei no meu app do celular Android, no navegador Chrome e no Windows.”

Leia Também:  Crunchyroll dá 3 meses de Xbox Game Pass com assinatura Premium

“Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua”: mensagem de erro impede acesso à conta (Imagem: Reprodução)
“Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua”: mensagem de erro impede acesso à conta de algumas pessoas (Imagem: Reprodução)

Instagram: usuários se queixam de falha no Twitter

As reclamações também deram as caras no Twiter. Algumas delas trazem até a hashtag de 2019 para reportar a falha: #FixYourAppInstagram . “Estou tentando entrar no meu Instagram mas fica em um loop eterno de ‘Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua'”, disse uma pessoa no dia 8. “Já fiz de tudo e nada resolve”.

“Também tô nessa desde o dia 7, e o problema parece estar aumentando porque mais gente está reclamando”, afirmou uma pessoa no domingo (9). “Vi que em 2019 aconteceu isso em massa”. O Twitter traz diversos relatos de brasileiros, mas são poucos que falam sobre o reestabelecimento do acesso até esta quinta-feira (13).

Leia Também

Também há queixas no Reclame Aqui. Nesta terça-feira (11), um usuário de Fortaleza (CE) afirmou que recebeu a solicitação para confirmar que esta conta lhe pertence. Porém, ao escolher a opção para enviar o código de autenticação, a rede social apresenta um e-mail e um telefone que não são seus. 

Outro relato aparece na mesma plataforma de reclamações. No dia 6, uma pessoa de Manaus (AM) informou que deu de cara com o mesmo pedido ao acessar a sua conta. “O botão abaixo da mensagem ‘Obter ajuda para entrar’ não ajuda”, relatou. “Não há qualquer opção para confirmar minha identidade, e-mail, telefone ou o que seja.”

Falha também atinge usuários de outros países (Imagem: Reprodução/ElissaWels/Twitter)
Falha também atinge usuários de outros países (Imagem: Reprodução/ElissaWels/Twitter)

Falha não é restrita aos usuários brasileiros

Os casos não são limitados somente aos brasileiros. Na terça-feira (11), uma pessoa relatou no Twitter que está há quatro dias sem acesso ao perfil devido ao mesmo problema e usou a hashtag #InstagramConfirmIdentityLoop . Também houve outra usuária que relatou a mesma situação em resposta ao tweet. “É tão frustrante”, disse.

Leia Também:  Ainda sem 5G, Índia planeja lançar 6G até 2024

A hashtag engloba mais queixas de pessoas que encaram o pedido em inglês (“Help Us Confirm You Own This Account”) . No domingo (9), uma usuária compartilhou no Twitter uma captura de tela mostrando o mesmo problema. Felizmente, três dias depois, ela conseguiu reestabelecer o acesso à conta do Instagram.

“Como você fez isso? Estou tentando há 4 dias”, questionou uma pessoa. “Eu continuei tentando voltar de vez em quando e de repente a plataforma me deu a opção de verificar que era eu”, respondeu a usuária que retomou o acesso ao perfil.

O Twitter engloba outros relatos de reestabelecimento de acesso na insistência. “Continue tentando redefinir sua senha”, disse uma pessoa na segunda-feira (10). “Parece que funcionou para todos até agora”. Porém, infelizmente, não são todos que tiveram essa mesma sorte.

“Muitas pessoas ficam presas no loop ‘Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua’ depois de confirmar nossa identidade e alterar nossas senhas várias vezes”, disse uma pessoa no domingo (9). “Por favor, corrija isso.”

“Você pode corrigir a falha ‘Ajude-nos a confirmar que esta conta é sua’?”, disse outra pessoa no Twitter, às 9h desta quinta-feira (13), citando dois perfis do Instagram.

Tecnoblog  entrou em contato com o Instagram, mas não obteve retorno até o momento. A matéria será atualizada em caso de resposta.

Instagram: bug impede acesso à conta ao pedir para confirmar identidade

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

TECNOLOGIA

Anatel barra teste da Starlink que levaria internet para ONG no Brasil

Publicados

em

Por


source
SpaceX, do bilionário Elon Musk
Divulgação

SpaceX, do bilionário Elon Musk

Em novembro de 2021, a SpaceX, do bilionário Elon Musk, tentou obter autorização para testar, no Brasil, o serviço de internet por satélite Starlink . A documentação apresentada atendia às exigências da Anatel, então parecia que tudo caminhava para um desfecho favorável aos testes. Só parecia: em dezembro, a Starlink foi informada de que a Anatel suspendeu o processo.

Os testes seriam realizados na comunidade Savoyzinho, em São Paulo (SP), em parceria com a ONG internacional Luta Pela Paz. O plano consistia em conectar um centro comunitário que atende a cerca de 40 alunos ao serviço de internet banda larga oriundo dos satélites Starlink.

Se não houvesse impedimentos, os testes iriam ser realizados entre 7 de dezembro de 2021 e 4 de fevereiro de 2022.

Mas houve. Em um documento submetido à Anatel via Sistema Eletrônico de Informações (SEI), a Starlink Brazil Serviços de Internet informa que a autorização de uso temporário de espectro, etapa necessária para os testes, não avançou.

No documento, é possível perceber certa surpresa com relação à posição da Anatel. A Starlink relata que, no início de dezembro de 2021, a Gerência de Outorga e Licenciamento de Estações (ORLE) da Anatel considerou os documentos apresentados condizentes com as exigências da entidade.

Leia Também:  Samsung marca evento de lançamento; confira o que esperar

Leia Também

Dias depois, em 7 de dezembro, a Starlink pagou as taxas necessárias para fazer o processo de autorização andar. Depois do pagamento, representantes da empresa entraram em contato com a Anatel, ocasião em que foram informados de que a autorização para os testes em conjunto com a ONG Luta Pela Paz iria ser publicada em breve.

Anatel suspendeu processo de aprovação

Então, veio a surpresa: “passado um mês da data prevista para o início do teste, a Starlink foi informada da decisão da Anatel de suspender o processo”, descreve um trecho do documento.

A razão da suspensão? Não está claro. Em comunicado enviado à companhia, a Anatel informa apenas que decidiu não avançar com a aprovação até que haja uma deliberação do Conselho Diretor sobre o direito de exploração do sistema de satélites não geoestacionários Starlink.

É por isso que, no documento enviado à Anatel, a empresa pede que a agência dê “maiores esclarecimentos sobre o motivo da referida suspensão do pedido”.

Ali, a companhia de Elon Musk também argumenta que, em ocasiões anteriores, a Anatel concedeu autorização temporária de espectro a outras empresas, como Globalsat Brasil e Swarm Brasil Satélites, razão pela qual a Starlink pede que a Anatel analise o seu caso “levando em consideração o princípio de isonomia constitucionalmente estabelecido”.

Sem essa autorização, os satélites Starlink simplesmente não podem ser testados no país. “Mais importante ainda, deve-se notar que a solicitação da Starlink atende ao interesse público, pois a mesma poderia iniciar as operações imediatamente no Brasil. A Starlink compartilha das atuais metas de políticas públicas do governo brasileiro para a expansão da conectividade no Brasil, especialmente em regiões rurais ou remotas”, diz o texto.

Vale destacar que, nos Estados Unidos, o serviço de acesso à internet da Starlink deixou a fase beta em outubro de 2021. Por lá, o plano é único e custa US$ 99 por mês. O kit de instalação, com antena e roteador, deve ser pago à parte e sai por US$ 499.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA