CUIABÁ

CARROS E MOTOS

VW fala sobre eletrificação no Brasil e do renovado sedã Jetta GLi

Publicados

CARROS E MOTOS

source
VW ID.3 e ID.4 são os elétricos da fabricante alemã. O
Divulgação

VW ID.3 e ID.4 são os elétricos da fabricante alemã. O “irmão” maior está agendado para vir ao Brasil em 2023

A Volkswagen faz um encontro com a imprensa, no Circuito Panamericano, em Elias Fausto, no interior de São Paulo, para mostrar como ficou o novo Jetta GLi. Além disso, pudemos dar uma volta nos elétricos ID3 e ID4. Este último é bastante aguardado para o ano que vem, uma vez que será a estréia da VW no segmento que mais ascende, tanto no Brasil, quanto no mundo.

Entretanto, ao contrário do que praticamente muitas outras fabricantes projetam para esse novo mercado — e para o futuro da mobilidade — a Volkswagen até enxerga os diferenciais positivos dos elétricos, mas não acredita que, na prática, fazem tanto sentido para o brasileiro, nos dias de hoje.

Leia Também:  Hyundai HB20 lidera lista dos mais vendidos na 1ª quinzena de maio

Quem nos conta mais detalhes é Roger Corassa, Vice-Presidente de vendas e marketing da VW do Brasil . Ouça o podcast a seguir.

“Sobre a eletrificação , a gente tem alguns planos de curto, médio e longo prazo. Dentro do nosso cenário de estudo para o Brasil, a gente está focado nos testes do SUV  ID4 , já olhando possibilidades para o ano que vem. Mas a gente ainda está em uma situação de entender o perfil do consumidor e o potencial desse segmento”, disse Corassa.

“Então, por enquanto, faz sentido para nós, mas precisamos estar muito atentos antes de entrar de cabeça. Precisa tomar muito cuidado, pois os elétricos são o nicho do nicho, bem específico, no Brasil. O que nos ajuda nesse processo é o que a marca global já desenvolveu, para que isso possa se tornar algo sustentável no Brasil”, complementou o executivo.

Ele dissse, ainda, que a VW está mais esperançosa com os híbridos para o Brasil, uma vez que, para a fabricante, o Brasil não pode deixar de utilizar fontes como o etanol, que são vantagem estratégica do mercado nacional. Para isso, a intenção da marca é seguir com os motores a combustão , mesmo para o longo prazo.

Leia Também:  Vendas de julho crescem em todos os segmentos, com alta de 3,3%

“O que a gente acredita, pelas questões que estamos estudando, é no sucesso do carro híbrido . Estamos fechando parcerias para desenvolver o híbrido que utilizará etanol. A gente crê que o elétrico é um nicho no Brasil, pela questão da infraestrutura do nosso país”, disse Corassa.

O produto ( VW ID.4 ) é fantástico, mas tem um grande desafio em relação às estradas, ao próprio recarregamento, às distâncias, entre outros fatores”, concluiu o executivo da VW .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Mini traz 15 unidades da série Pat Moss Edition do John Cooper Works

Publicados

em

Por


Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em  uma prova de rali
Divulgação

Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em uma prova de rali

A Mini anuncia que vai trazer ao mercado brasileiro a série especial do John Cooper Works batizada de Pat Moss, em homenagem à piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em um rali internacional, há 60 anos.

De acordo com a fabricante inglesa, o modelo tem apenas 800 unidades espalhadas em todo o mundo, sendo que apenas 15 serão destinadas para pré-venda no Brasil ao preço de R$ 318.390 , com as primeiras entregas programadas para setembro. 

Disponibilizada na cor Preto Midnight para a carroceria e teto multitone de três cores (Preto Jet, Cinza Melting e Vermelho Chili), o hatch agrega faixa branca no capô além da assinatura da Pat Moss no para-choque dianteiro. 

Leia Também:  Renault anuncia produção de nova plataforma e motor turbo no Brasil

Por dentro, além da assinatura da piloto, há também sistema de som da renomada Harman/Kardon , head up display , painel digital, central multimidia touchscreen de 8,8 polegadas e sistema de navegação integrado.

O motor é biturbo de 2,0 litros de quatro cilindros de 231 cv e torque de 32,63 kgfm e a transmissão de 8 velocidades. Segundo a fabricante, de 0 a 100 km/h são feitos em 6,1 segundos e a velocidade máxima é de 246 km/h.

Pat Moss e a navegadora, Ann Wisdom venceram no Rally de Monte Carlo em 1964, 1965 e 1967 e décadas depois, a vitória geral no Paris-Dakar quatro vezes seguidas (2012 e 2015), além de mais duas gerais (2020 e 2021).

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA